frontpage hit counter

BLOG DE ENTRETENIMENTO, FICÇÃO, REFLEXÃO E O QUE MAIS ADIANTE PODERÁ SER VISTO E LIDO (QUEM TIVER PACIÊNCIA...)
Segunda-feira, 20 de Junho de 2005
O branqueamento (!...) do "arrastão"...

O comando da PSP e o Ministério da administração Interna não se cansam de informar a opinião pública que os índices de criminalidade vem baixando anualmente.

Claro que não dizem que o que vem diminuindo é o número de queixas apresentadas nas Esquadras não é o número de crimes!...

Primeiro era que o arrastão não foi programado!… A seguir, afinal não eram quinhentos, mas cerca de cinquenta!… Agora já há quem diga que se calhar eram só uns dez garotitos!… O

jornal 24horas, de um ou dois dias após o 10 de Junho, fez uma reportagem com um Relações Públicas conhecido (não me lembro o nome) que estava na praia em Carcavelos e a quem roubaram um relógio Cartier e um anel da Gucci mais um telemóvel topo de gama, mais não sei o quê (o jornal lista os artigos), tudo no valor de dois mil contos… E não apresentou queixa por não confiar na polícia….

Agora repare-se. Para a Polícia este roubo não existiu (tal como todos os outros…).

Apenas uma queixa foi apresentada!.

Assim, se daqui a um ano, forem pedidas estatísticas sobre a criminalidade na Linha do Estoril, vai ter-se a surpresa de ver na resposta que, o dia 10 de Junho de 2005, na praia de Carcavelos, foi um dia calmo e sem problemas, em que apenas se verificou um furto de um telemóvel e de uma toalha de banho, conforme os registos existentes no posto policial da zona, que poderão ser consultados (!)…

E se alguém na TV ou na imprensa falar em arrastão ainda se arrisca a ser chamado de mentiroso ou de destabilizador…. Aquilo foi uma coisa de pequeníssima dimensão e a culpa foi dos jornalistas que lançaram o pânico entre a população.

Como se pode ver, está tudo a preparar-se para que possa ser anunciada a resolução final do problema: não falar mais nele !… (à portuguesa!...)



publicado por Rui Jam às 17:32
link do post | comentar | ver comentários (9)

Quarta-feira, 15 de Junho de 2005
21 Gramas...

Dizem que no exacto momento em que se morre, passa a pesar-se menos 21 gramas!.... Será esse o peso da essência da vida? Ou da alma?

Anda agora a correr na Premium (TV Cabo) o filme "21 Gramas". É duro, espectacularmente representado e com uma montagem pouco habitual. Um pouco à moda (a montagem!...) do "Pulp Fiction". O Sean Penn e o Benício del Toro mostram porque foram recentemente oscarizados. A loura também faz um papelão. Só não percebi bem o que anda ali a fazer a filha do Serge Gainsbourg (Charlotte Gainsbourg), mas deve ser porque os americanos gostam muito daquele estilo parisiense de "fausse maigre" com deficiência na coluna.

Esta da deficiência na coluna, nem toda a gente sabe!...

Consta que a primeira mulher conhecida (na História) com esta característica foi a Cleópatra. E veja-se lá o arraso que ela provocou.

Outra foi a Helena de Tróia. Como é sabido deu direito a grande granel...

Também em Portugal há registos desse tipo físico de mulher: Inês de Castro. Deu tamanha volta ao miolo do D. Pedro que fez dele o primeiro cirurgião cardio-toráxico sem anestesia da Europa.

Nos tempos que correm parece haver poucas mulheres com esta "griffe".

E afinal de que é que consta? É simples. Trata-se de uma curvatura anormal da coluna, na zona da cintura (as mulheres podem conferir ao espelho, colocando-se de lado), que provoca como que uma "fractura" na imagem delas quando vistas de lado. Isto é a linha das costas vem a direito (mais ou menos) do pescoço até à cintura e aí curva-se exageradamente à rectaguarda fazendo aquilo a que se poderia chamar prateleira. Dá para descansar o braço quando se dança com a donzela. Quanto mais magra for a miss "maior" é o "efeito"... Got it ?



publicado por Rui Jam às 19:02
link do post | comentar | ver comentários (3)

Terça-feira, 14 de Junho de 2005
A TV por cabo...

Não sei se há muita gente a ver o "Tonigth Show" do Jay Leno na TV Cabo. Eu vejo sempre que posso e dou comigo a fazer comparações (tristes comparações...). O Herman José, já toda a gente deve ter percebido há muito, "inspirou-se", para não dizer pior, em Jay Leno. Há cerca de dez ou quinze programas seguidos, em todos, ele lança piadas (e que piadas...) fortíssimas ao Michael Jackson que está a ser julgado como se sabe por pedofilia. Pode ser visto diariamente na SIC Comédia. Cá, ninguém diz uma piadinha (em público...) sobre os marmanjos que estão a ser julgados sob acusações aparentemente ainda piores. Porque será? Até parece que a preocupação é branquear a coisa. Ninguém fala de um que fugiu e está em parte incerta. Um que era "secretário"... Onde andará?



publicado por Rui Jam às 00:06
link do post | comentar | ver comentários (2)

Sexta-feira, 10 de Junho de 2005
Reforma aos Cinco Anos...

Local: Sala de reuniões do Conselho de Administração do Banco.

Hora: Primeiras horas da tarde. Depois de um lauto almoço, bem regado a vinho de altíssima qualidade e terminado com whisky Martin's muito velho.

Participantes: O presidente e mais cinco administradores, todos toldados pelo álcool e D. Lupe, a secretária da Administração que entrava de vez em quando na sala para reabastecer os copos de suas excelências.

Diálogo:

Presidente:

Está aberta a sessão. Temos de decidir e votar a questão das reformas para os administradores do Banco, isto é, as nossas próprias reformas…Eh Eh Eh.

Administrador nº2:

Bora lá com essa merda que estou com sede…

Administrador nº3:

Se os cabrões dos políticos da Assembleia se reformam com a massa toda por inteiro ao fim de oito anos, eu proponho que nós façamos o mesmo. Reforma por inteiro ao fim de oito anos de Banco.

Para alguma coisa somos nós que mandamos nesta merda… Eh Eh

Administrador nº5: 

Foda-se! Oito anos não!... Cinco!...

Presidente: 

Eh Eh …Porra; temos de ter cuidado se não dá muito na vista.

Administrador nº5:

Cinco anos, foda-se! Nem mais um. E já acho muito….

Administrador nº4: 

Eu estou por tudo. Como somos nós a decidir acho bem os cinco anos. Afinal de contas o dinheiro que vai pagar as nossas reformas sai dos lucros do Banco, quero dizer acabam por ser os burros doa portugueses que nos pagam, portanto que se foda! Os gajos também não merecem mais.

Administrador nº2:

Tenho sede. A D. Lupe não traz gelo? Vamos mas é acabar com esta merda. Vamos votar os cinco anos e já acho muito tempo de sacrifício pela pátria! Ih Ih Ih …

Presidente: 

Isto ainda vai dar merda!

Administrador nº3: 

Vai-te foder Tâncinho!.. Se tens medo compra um cão!

(Gritando para o intercomunicador):

 Óh D. Lupe, porra, traga lá mais whisk e gelo.

Presidente: 

Bom então está resolvido. Que se foda! Cinco anos e olé!... Vamos festejar. Diz aí à Lupe que mande entrar as gajas!...



publicado por Rui Jam às 22:57
link do post | comentar

Quarta-feira, 8 de Junho de 2005
Lili "Larry King" Caneças...

O jornal "24 Horas" de hoje anuncia que Lili Caneças espera que a TVI a contrate e lhe dê um programa de entrevistas "na linha do Larry King Show"!... Que ideia é que ela fará do que está por detrás de um programa como aquele? Será que naquele reduzido cérebro existe a ideia (existir uma ideia já não era mau...) de que com banalidades e bacoradas fazia um programa de entrevistas? Quem é que ela "quereria" entrevistar? O Marco Paulo? A Cinha Jardim? O Zézé Camarinha? È preciso ter lata!... Qual será o percentil (da inteligência) da madame?



publicado por Rui Jam às 16:22
link do post | comentar | ver comentários (9)

Terça-feira, 7 de Junho de 2005
Os Três Porquinhos (duas versões...)

Os Três Porquinhos (versão tradicional):

O primeiro porquinho vivia numa casa de colmo feita mal e porcamente por ele próprio. O Lobo Mau soprou com força, a casa foi de vela e o reco teve de se pirar para segundo porquinho' s home que, mais precavido tinha construído o chalé com madeira. Mas o cabrão do Lobanzão tinha peito e ao terceiro assopro varreu o chalé do mapa. Lá foram os dois leitões a correr para casa do terceiro (e último uff) irmão, esta sim, de alvenaria, tijolo e cimento. Ficaram lá todo o Inverno, cantando e rindo enquanto o Lobozorro depois de bufar que nem uma locomotiva das antigas, contra as paredes, sem resultados, desistia de os comer e mudava (pensa-se) para a dieta mediterrânea.

MORAL: Quem se precavê no verão, garante o sossego no Inverno!

 

 

Os Três Porquinhos (versão pós-moderna - Portugal sec XXI):

Os três porquinhos viviam com a mãe deles numa barraca alugada num bairro clandestino nos arredores do Porto. Sobreviviam do rendimento mínimo de inserção, e dos proventos que a Mãe Porca conseguia a lavar escadas de condomínios.

Um dia apareceu o Lobo Mau e levou Porca à matinée dançante num antigo cinema, numa tarde de domingo. Porca nunca tinha dançado com ninguém que dançasse tão bem. Lobo Mau era especialista no chá-chá-chá e na rumba e no slow apertava Porca como se a quisesse comer (e queria!…). Porca estava nas nuvens. Mal se lembrava já do juramento que tinha feito quando fugiu do pai dos recos, o mal cheiroso, violento e bêbedo Porco Badalhoco. Nessa noite e a partir daí, Lobo Mau dormiu na Barraca de Porca. Os três porquinhos tiveram de ir dormir dentro da furgoneta do Lobo Mau. Nos bairros degradados uma desgraça nunca vem só!…

Algum tempo depois, Lobo Mau já mandava dois dos leitõezinhos entregar uns pacotinhos com um pó acastanhado a uns senhores amigos dele e com instruções rigorosas sobre o recebimento de uns dinheiros que os tais senhores entregavam em troca. Como Porca trabalhava de manhã e de tarde, Lobo Mau ficava sempre com um dos porquinhos a acompanhá-lo. Sentava-o ao colo, viam televisão, brincavam aos médicos, etc. Lobo Mau gostava muito (à maneira dele…) de carne de porco.

Apesar da crise e do défice a vida começou a melhorar para eles. Porca já não precisava de trabalhar, passava as tardes num ginásio a tentar manter a linha. Lobo Mau andava de BMW. A barraca tinha sido acrescentada e sofrido melhoramentos. Os três porquinhos tinham, cada um, a sua moto de alta cilindrada, tinham crescido e engordado. Como único senão, notavam-se os modos um bocado amaricados. Não se pode ter tudo!…

Um dia Porca sofreu uma ligeira entorse quando fazia step no ginásio e regressou mais cedo do que o previsto à barraca. Como já andava desconfiada, entrou pé ante pé e surpreendeu Lobo Mau a comer um dos porquinhos. Fez um escabeche do outro mundo. Desatou a partir tudo o que havia na barraca e atirar com os bocados à cabeça de Lobo Mau enquanto proferia impropérios e o insultava:

- Filho de uma grande puta, pensas que a minha barraca é a Casa Pia? Ou o Pedro dos Leitões? Se querias comer leitão ias à Bairrada, meu cabrão de merda!..

O reboliço aumentou com a chegada dos outros dois porquinhos que aproveitaram a ocasião para contar a todo o bairro as malfeitorias que Lobo Mau lhes tinha feito. Porca passou-se de todo. Agarrou na caçadeira de canos cerrados que Lobo Mau guardava atrás do frigorífico e desfechou-lhe dois tiros matando-o instantaneamente.

Á noite, reportagem completíssima abriu o Jornal Nacional da TVI. No final, Manuela Moura Guedes, arregalando os olhos, comentou: - Ahn! Pois é. O lobo comeu a porca e os três porquinhos!... Que é que se esperava?

MORAL: Quem vê a TVI ouve destas!...


tags:

publicado por Rui Jam às 18:18
link do post | comentar | ver comentários (2)

Segunda-feira, 6 de Junho de 2005
Um Drama Familiar

A família jantava tranquila quando, de repente, a filha de 11 anos comenta dramaticamente: -Tenho uma má notícia... Deixei de ser virgem. Já não posso volt... - E começa a chorar, visivelmente alterada, com as mãos no rosto. Na mesa fez-se um silêncio sepulcral. Os pais começam a trocar acusações mútuas. - Tu, minha filha da puta! - grita o marido à mulher - Isto é por seres como és! Por te vestires como puta barata e te arreganhares toda para o primeiro imbecil que passe. Claro, com estes exemplos que a menina vê a toda a hora... - E tu!!! - berra, apontando a filha de 25 anos - que ficas a apalpar e a lamber aquele cabrão daquele teu namorado que tem ar de paneleiro. Tudo à frente da menina! A mãe não aguenta mais e desvairada, grita também: - Aaaahhhhh, é assim? E tu que exemplo podes dar se, desde que arranjaste a maldita da TV Cabo, passas todos os fins de semana a assistir a filmes pornográficos de quinta categoria que acabam sempre em punhetas com direito a todos os tipos de gemidos e grunhidos? Desconsolada e à beira de um colapso, a avó, com os olhos cheios de lágrimas e a voz trémula pega ternamente na mão da netinha e pergunta baixinho: - Como foi que isso aconteceu? E entre soluços a menina responde: - A professora tirou-me do presépio! E a Virgem, agora, é a Vanessa. Eu vou fazer de pastorinha…


tags: ,

publicado por Rui Jam às 23:49
link do post | comentar

Sábado, 4 de Junho de 2005
A nossa "Dimensão"

No intervalo do jogo de futebol Portugal-Eslováquia, na altura em que o Gabriel Alves explicava o previsível sucesso português com a superior leitura do jogo ao nível do primeiro poste, mudei para a SIC para ver o final do Jornal da Noite. Estava a ser entrevistada a Margarida Rebelo Pinto. Tinham sido vendidos trinta mil exemplares de um livro dela e estava a ser felicitada por isso. A rapariga lá explicava o seu sucesso, criticava os críticos e estava visivelmente feliz. É natural. Só que quem faz o alinhamento do Jornal da Noite, na SIC, deve ser macaco e não encontrou nada melhor do que "meter" logo a seguir a J.K. Rawllings a festejar de forma muito mais humilde do que a Margarida R. Pinto, o lançamento do seu último Harry Potter e a venda de duzentos milhões de livros. Quando regressei ao nível do primeiro poste e ao Gabriel Alves ainda ia a pensar nas diferenças do que tinha visto. A arrogância, vaidade e auto-convicção de quem vendeu trinta mil livros e pensa que é a maior e a simplicidade de quem vai em duzentos milhões de livros e mantem uma atitude simples e humilde. É mesmo sina!...



publicado por Rui Jam às 22:12
link do post | comentar | ver comentários (3)

Quinta-feira, 2 de Junho de 2005
A Noite dos Bombos

Amanhã, Sexta-Feira, é a Noite dos Bombos em Amarante. Seis ou sete grupos de Zés-Pereiras andam todo o fim-de-tarde e princípio da noite a circular pelas ruas da cidade e a "ripar" forte e feio nos bombos e tambores. A partir das 10 da noite e depois de um jantar bem regado a verde tinto, juntam-se todos no Largo de S. Gonçalo (Santo Padroeiro das festas) e, enquanto um grupo exibe o seu repertório bombal, os outros retemperam forças e matam a sede agora com verde branco fresquinho. À meia-noite e após um pequeno intervalo para beber mais um copo, juntam-se todos e, enquanto aguentarem , tocam(?) todos ao mesmo tempo. O resultado, posso garantir, faz vibrar as paredes do velho Mosteiro de S. Gonçalo e olhem que elas são de granito para aí com um metro de espessura. Diz uma velha lenda que aqui há uns bons anos, a vibração era tanta que a um espectador cairam-lhe os pelos todos do bigode!...



publicado por Rui Jam às 21:28
link do post | comentar | ver comentários (1)

Portugal no pelotão da frente da manipulação genética.

Frango_02.JPG

Em plena cidade do Porto, na rua de Costa Cabral está a prova dos resultados de experiências genéticas que culminaram com a "criação" deste verdadeiro fenómeno da natureza que é o frango tipo leitão. Desconfia-se que andou por aqui o dedo da Drª Clara Pinto Correia, bióloga e escritora. O animal está agora em fase de produção agro-industrial. Espera-se para breve o início das exportações para a Europa o que pode contribuir para a diminuição do défice. Toda a gente sabe como alguns europeus, principalmente os alemães, são doidos por joelho de porco. Este produto da ciência genética portuguesa tem cabeça e pernas (incluindo o joelho) de porco e corpo de frango. Pode assim aproveitar-se para consumo tudo o que se aproveita na cabeça e nas pernas do porco, incuindo o presunto e comer o corpinho de churrasco. Pode ainda fazer-se canja, só não se sabe se o bicharoco tem moela. Além disto este mutante ocupa, logicamente, muito menos espaço e come menos, podendo ser criado em galinheiros citadinos mesmo em andares elevados principalmente em Gaia e Gondomar onde já existem infraestruturas destas à ganância. Como único senão aponta-se a inexistência de bico. Quanto ao velho ditado sobre os únicos animais da criação que não praticam sexo oral, mantem -se a regra (e o equilíbrio ecológico): O galo porque tem bico. O burro porque é burro. O porco porque, em casa de ferreiro - espêto de pau. E o homem porque é um grande mentiroso. Este frango tipo leitão enquadra-se perfeitamente em duas das categorias incluídas, o galo e o porco. Mas se calhar é melhor esperar pela opinião da drª Clara Pinto Correia que é grande especialista na matéria. Refiro-me à genética, claro, não ao sexo oral.



publicado por Rui Jam às 00:35
link do post | comentar | ver comentários (1)

Quarta-feira, 1 de Junho de 2005
Romance...

Romance_01.jpg

A Terezinha foi do Porto a Amsterdão com um grupinho de amigas. Foram na KLM. Depois de uns shots na night, perdeu-se nas ruelas estreitas e, por acaso, "foi encontrada" pelo holandês matulão que a tinha estado a galar a noite toda... Foi uma sorte para o Ruud e para a Terezinha!... Esta foto foi tirada quando regressavam ao hotel da menina e já ao fim da manhã. Tinham estado a "ouvir" a colecção de CDs do Ruud no apartamento dele lá para as bandas do Spiegelkwartier. A Terezinha já está de volta às rotinas: o escritório da companhia de seguros, o café da Praça Velasquez, o namorado, mas... Nunca mais se vai esquecer de Amsterdam!... By the way: Na altura da foto, numa aparelhagem ao longe, o Ray Charles estava a cantar " Georgia of my Mind"... É isso que estão a dançar. Ai Terheaze!!! (of my mind...)


tags: ,

publicado por Rui Jam às 20:06
link do post | comentar

Rick's Café...

No café onde paro fervem comentários, segredinhos e piscares de olho. Um senhor muito bem casado, com dois filhos o mais velho já com quinze ou dezasseis anos, está a prestes a ser operado para mudar de sexo. A mulher, por sinal bonita e bem boa, não há quem a veja. Deixou de ir ao café tomar o cimbalino e tudo. O filho mais novo, de oito ou nove anos, dá a impressão de não se aperceber de nada. Mas o mais velho anda na rua (já se cruzou comigo) de olhos esbugalhados e ar assarapantado, parece que viu lobo... Dizem que o rapazola não aceita a coisa. Está revoltado. Não quer ficar com duas mães!... Corre que o tal senhor já tinha um affair com um marmanjo há tempos. Só agora é que se soube. Um escândalo. (cont)



publicado por Rui Jam às 00:04
link do post | comentar | ver comentários (1)

pesquisar
 
Setembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Enviar um e-mail ao autor
Contador de Visitantes
free web counter
web counter
arquivos

Setembro 2014

Agosto 2014

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Novembro 2012

Maio 2012

Junho 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Maio 2010

Abril 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Outubro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

posts recentes

Nova cidade siberiana: An...

Gratidão canina...

Avenida Álvaro Cunhal...

A frase do Ano (para maio...

Lista de quase todas as F...

Já era altura de perceber...

"Zé Brasileiro" português...

A Secretária de Estado, o...

Regresso às Lides!...

Uma comparação... mal "ac...

A história repete-se...

123º Aniversário do nasci...

Sócrates docente na Unive...

Lá vai o relvado de Alval...

Não usem headphones na pr...

Kadhafi pode ser tetranet...

Louçã (ou Santana Lopes) ...

Castelo de Guimaraes incl...

Avião angolano deixa cair...

Cai neve em Portugal...

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
RSS