frontpage hit counter

BLOG DE ENTRETENIMENTO, FICÇÃO, REFLEXÃO E O QUE MAIS ADIANTE PODERÁ SER VISTO E LIDO (QUEM TIVER PACIÊNCIA...)
Domingo, 29 de Maio de 2005
A Reunião em casa da minha tia

Aqui há já um bom par de anos, era eu miúdo, houve uma reunião em casa e uma tia minha a que por acaso assisti em parte e de que nunca mais me esqueço. Uma pequena cidade perto do Porto. Um belo dia de sol e a coisa até que começou bem. Eram várias senhoras bem postas, com amigas comuns, mas que, pelo visto, não se conheciam todas umas às outras. Ao que me lembro parece que o objectivo era uma demonstração de tupperwares durante um lanche à maneira, para depois cada uma comprar lá as caixinhas de plástico com um bom desconto. A situação começou a deteriorar-se quando duas das presentes, amigas íntimas, começaram aos segredinhos uma à outra e aos risinhos. Mais tarde ouvi comentários da minha tia com outra e aos bocadinhos consegui reconstituir o fio dos acontecimentos. O que se passou foi que estavam lá duas e logo das mais convencidas, ambas casadas e que, pelo visto, tinham um amante comum mas sem o saberem. Terras relativamente pequenas é o dá. Tudo se sabe. As duas dos risinhos não descansaram enquanto não puxaram a conversa de que os tempos estavam a mudar e que agora os maridos já não eram os últimos a saber!... Eram as mulheres casadas e não acerca dos maridos... mas sobre as vidas dos namorados... Claro que, diziam isto, olhavam para as tais do amante comum e riam-se cada vez mais descaradamente. A certa altura uma delas não pôde mais e disse mesmo o nome do tal artista. Não contente com isso acrescentou logo a seguir que havia ali dois corações partidos e ria-se a bandeiras despregadas. A coisa tinha mesmo de dar para o torto. E deu. Ninguém, mais tarde, foi capaz de explicar como é que a situação se agravou mas o facto é que até a terrina do cup acabou por aterrar na cabeça da vizinha da minha tia que, por azar, até era a mais velhota das presentes e a mais educada e contida. Mas eu assisti à parte final do pandemónio, vi a cena da terrina do cup e ouvi claramente a velhota a largar um foda-se inconfundível. Aquilo marcou-me para o resto da minha vida! Pensava eu que uma respeitável velhota, de comunhão quase diária, não dizia palavrões. Afinal era só aparecer a situação e os valores mudavam.... Foda-se , digo eu. Puta que pariu a velhota. Acho que foi por aí que começou a acabar a minha infância. Fiquei chateado. Claro que fiquei chateado. Ainda hoje estou e já lá vão mais de quarenta anos...


tags:

publicado por Rui Jam às 00:16
link do post | comentar

6 comentários:
De xuruco a 20 de Abril de 2006 às 20:19
além da história ser engraçada...fez-me lembrar um episódio que também acabou com a minha infância... não foi nada bonito descobrir que há coisas más no mundo...como eu compreendo!


De xuruco a 20 de Abril de 2006 às 20:10
além da história ser engraçada...fez-me lembrar um episódio que também acabou com a minha infância... não foi nada bonito descobrir que há coisas más no mundo...como eu compreendo!


De salandpimenta a 30 de Maio de 2005 às 01:04
Sim :) agora é só repetir para acrescentar a lista, mudando o link e o nome respetivo ;)


De Salandpimenta a 29 de Maio de 2005 às 23:41
Essas demonstrações da tupperwares eram uma graça :). Já agora passa pelo meu blog. Já lá está a resposta de como colocar links nos blogs ;). Uma boa semana


De mocho a 29 de Maio de 2005 às 00:26
desculpa lá!!! Eu queria dizer VELHAS...


De mocho a 29 de Maio de 2005 às 00:24
Já não há velha como dantes nem tupperwares com desconto...


Comentar post

pesquisar
 
Setembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Enviar um e-mail ao autor
Contador de Visitantes
free web counter
web counter
Visitantes:
arquivos

Setembro 2014

Agosto 2014

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Novembro 2012

Maio 2012

Junho 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Maio 2010

Abril 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Outubro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

posts recentes

Nova cidade siberiana: An...

Gratidão canina...

Avenida Álvaro Cunhal...

A frase do Ano (para maio...

Lista de quase todas as F...

Já era altura de perceber...

"Zé Brasileiro" português...

A Secretária de Estado, o...

Regresso às Lides!...

Uma comparação... mal "ac...

A história repete-se...

123º Aniversário do nasci...

Sócrates docente na Unive...

Lá vai o relvado de Alval...

Não usem headphones na pr...

Kadhafi pode ser tetranet...

Louçã (ou Santana Lopes) ...

Castelo de Guimaraes incl...

Avião angolano deixa cair...

Cai neve em Portugal...

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
RSS