frontpage hit counter

BLOG DE ENTRETENIMENTO, FICÇÃO, REFLEXÃO E O QUE MAIS ADIANTE PODERÁ SER VISTO E LIDO (QUEM TIVER PACIÊNCIA...)
Sábado, 20 de Maio de 2006
Os Forcados!...

É vulgar ouvir-se argumentar que, nas touradas, os forcados saltam à praça e pegam touros para serem admirados pelas mulheres que, diz-se, gostam muito de vê-los actuar. Puro engano. Ainda está para nascer a mulher que verdadeira e intimamente aprecie uma pega de caras. Então, porque será que se insiste neste argumento?

O que a maioria dos forcados mais alvoroçadamente espera após uma actuação não é um sorriso amoroso de uma mulher apaixonada! … É a apreciação positiva dos seus colegas do grupo e o abraço violento, apertado e másculo do seu chefe (o "cabo"), normalmente acompanhado por frases do tipo …"mostraste que os tens no sítio!, …és um verdadeiro macho!", etc.

O próprio forcado sente-se muito feliz e realizado por ter provado a sua masculinidade.

O problema consiste em saber a quem é que ele provou que é macho? A resposta, como é evidente, só pode ser uma: provou a si próprio e aos colegas. Ora, se ele sente (e sentem quase todos…) necessidade de provar a si próprio (e aos colegas…) a sua masculinidade, é porque tem dúvidas acerca disso.

O velho Freud não deixou hipóteses de se poder pensar outra coisa. Temos então assim que concluir que, a maioria dos forcados exibe-se para os seus próprios pares, esperando ver por estes reconhecida a sua virilidade de que, no seu subconsciente suspeita fortemente, embora não o saiba nem o reconheça, claro.

Esta tese confirma-se, de resto, quando se analisa o comportamento da maioria deles em relação ao sexo feminino. Mesmo os que se casam e têm filhos mantêm, em relação às mulheres, uma atitude de "macho" que se traduz em conquista, concretização rápida (leia-se sexo à coelho) e abandono. Só falta poderem pintar na porta do carro uma cruzinha por cada mulher deitada abaixo, como faziam os pilotos dos aviões aliados na 2ª guerra mundial, quando abatiam um inimigo. Tudo isto e mais uma vez conforme o velho Freud, para se vingarem das próprias mães que os devem ter sujeitado, em pequenos, a regimes educativos castrantes, provocadores de influências violentas na sexualidade, tais como o conhecido "síndrome do penico" responsável até, como no caso de um dos seus mais célebres padecentes Adolfo Hitler por guerras mundiais.

Para um jovem que pretende acima de tudo, afirmar a sua masculinidade, tem de reconhecer-se que deve ser muito violento estar a fazer sexo com uma fulana e sentir a mente atravessada por imagens de miúdos da Casa Pia em pêlo… Deve ser do caraças!... Daí o estilo, em relação às mulheres, de usar e deitar fora de preferência magoadas e chorosas, como subconscientemente gostariam que a mamã ficasse quando os punha durante horas, aos dois e três anos de idade, no peniquinho e depois lhes culpava o rabinho de não funcionar convenientemente para, (e daí a raiz do mal deles) a seguir lhes escarafunchar o buraquinho com um cotonete! Há gente para tudo. Não se pode ignorar que, nos States, os mariconços mais assumidos e violentos são aqueles gajos das motos Harley Davidson, que se juntam em bares e salões de bilhar a brincar com os tacos uns dos outros, vestidos de cabedal e com capacetes nazis (lá está! …) na cabeça. Na Alemanha nazi eram os gajos das SA, cheios de cicatrizes dos combates e das guerras que, nos intervalos destas, vestiam lingerie feminina, emborrachavam-se e entregavam-se a toda a espécie de mariquices imagináveis e inimagináveis! …

Por cá, a maioria do pessoal dos grupos de forcados ainda não assumiu a sua verdadeira sexualidade, não admitem que são homossexuais latentes que andam a pretender afirmar-se machos, o que deve ser frustrante e violento, coitados.

Se "soltassem a franga" que sentem dentro deles, era bem melhor para todos. Para eles, que finalmente se realizavam e para os desgraçados dos touros que ficariam em paz e sossego.

Na fase de transição (há sempre uma fase de transição…) poderiam fazer umas pegas estilo gay, no género: "Festival Taurino com grupo de forcados à Ney Matogrosso! Um espectáculo de luz e cor".J á imaginaram? O touro a investir, com fogo de artifício nos cornos e música índia e uma data de Neys Matogrossos com barretes de campino, na arena, semi-nus e com plumas e penas de avestruz no rabo a gritarem e a fugirem à frente dele!

Resta referir a chamada pose familiar do forcado e do ex-forcado. No respeitante à educação dos filhos, defendem uma igual à que tiveram, o que é uma porra! Não conseguem aperceber-se do que se passa no seu subconsciente e por isso não conseguem lutar para alterar este estado de coisas.

Deviam ser obrigados a fazer psicanálise!...



publicado por Rui Jam às 00:39
link do post | comentar

2 comentários:
De ze maria a 9 de Julho de 2008 às 13:19
gostaria de saber ja que é um tão grande iluminado sobre tudo se por acaso já alguma vez teve no campo ou numa praça perto de um toiro para poder falar de o que quer que seja ligado ao campo e aos toiros, devia lavar a boca antes de falar de alguem com tanto valor como os forcados ou qualquer outra pessoa relacionada com a festa dos toiros.


De drftrgy a 20 de Maio de 2006 às 21:24
que violência de artigo...
está mal disposto? essas palavras azedas e de mau tom também podem mostrar algum recalcamento... pelo menos os forcados mostram coragem...sendo para afirmação ou não...gostava de o ver à frente de um touro, mesmo com a sua masculinidade tão definida...


Comentar post

pesquisar
 
Setembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Enviar um e-mail ao autor
Contador de Visitantes
free web counter
web counter
Visitantes:
arquivos

Setembro 2014

Agosto 2014

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Novembro 2012

Maio 2012

Junho 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Maio 2010

Abril 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Outubro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

posts recentes

Nova cidade siberiana: An...

Gratidão canina...

Avenida Álvaro Cunhal...

A frase do Ano (para maio...

Lista de quase todas as F...

Já era altura de perceber...

"Zé Brasileiro" português...

A Secretária de Estado, o...

Regresso às Lides!...

Uma comparação... mal "ac...

A história repete-se...

123º Aniversário do nasci...

Sócrates docente na Unive...

Lá vai o relvado de Alval...

Não usem headphones na pr...

Kadhafi pode ser tetranet...

Louçã (ou Santana Lopes) ...

Castelo de Guimaraes incl...

Avião angolano deixa cair...

Cai neve em Portugal...

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
RSS